Histórico

Criado em 2006, o curso de Arquivologia da Universidade Estadual da Paraíba foi pioneiro na Paraíba, segundo curso da área no Nordeste e desde a sua fundação tem se fortalecido tanto com relação à estrutura física, quanto no que diz respeito à qualificação do seu corpo docente.

Numa perspectiva de crescimento e expansão da política de Educação do Governo Estadual, definida no Plano  Educacional, a Universidade Estadual da Paraíba criou o Curso de Bacharelado em Arquivologia em 29 de março de 2006 pela resolução UEPB/CONSUNI/011/2006.

No processo histórico, verificou-se que o Curso de Arquivologia, nasceu de uma vertente contemporânea que refletia a real necessidade de manter um vínculo mais estreito com a sociedade, mediante a oferta de vagas públicas e gratuitas num momento decisivo em que o Governo do Estado da Paraíba apostava como meta prioritária na Educação.

A esse respeito, o novo curso de Arquivologia pressuposto do gerenciamento da informação documental e eletrônica  como recurso essencial para o desenvolvimento científico, tecnológico e social, buscou fundamentar-se nas diretrizes curriculares do Conselho Federal de educação e da Resolução 13 da UEPB.

Em termos históricos nesses últimos 47 anos, verifica-se que  já foram criados 18 cursos regulares de formação arquivista e em nível de graduação, a saber:

UNIVERSIDADE ANO DE CRIAÇÃO SITE OFICIAL
Centro Universitário Assunção – UNIFAI 2015 http://www3.unifai.edu.br/cursos/graduacao/arquivologia
Universidade de Brasília – UNB 1990 http://www.cid.unb.br/
Universidade Estadual da Paraíba – UEPB 2006 http://www.uepb.edu.br
Universidade Estadual de Londrina – UEL 1998 http://www.uel.br/ceca/cin/
Universidade Estadual Paulista – UNESP/MARÍLIA 2003 http://www.marilia.unesp.br/
Universidade Federal da Bahia – UFBA 1998 http://www.ici.ufba.br/
Universidade Federal da Paraíba – UFPB 2008 http://dci.ccsa.ufpb.br
Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG 2008 http://www.eci.ufmg.br/
Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC 2010 http://arquivologia.ufsc.br/
Universidade Federal de Santa Maria – UFSM 1977 http://w3.ufsm.br/arquivologia/
Universidade Federal do Amazonas – UFAM 2008 http://portal.ufam.edu.br/
Universidade Federal do Espírito Santo – UFES 2000 http://www.ccje.ufes.br/dci/
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO 1973 http://www.unirio.br/arquivologia/
Universidade Federal do Maranhão – UFMA 2010 http://www.ufma.br/
Universidade Federal do Pará – UFPA 2012 www.portal.ufpa.br
Universidade Federal do Rio Grande – FURG 2008 http://www.ichi.furg.br/
Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS 1999 http://www.ufrgs.br/fabico/
Universidade Federal Fluminense – UFF 1978 http://www.uff.br/iacs/

Por outro lado, a Resolução/UEPB/CONSEPE/13/2005, de acordo com o Art. 2º e inciso  I,  definiu que o projeto pedagógico refletisse a dimensão política que orientar a formação profissional.
Sendo assim, é importante acrescentar, no âmbito deste Projeto Político Pedagógico, o fato de que a profissão do arquivista foi regulamentada pela Lei n° 6.546, de 4 de julho de 1978, a qual estabeleceu, no seu artigo 1°, que o exercício da profissão de Arquivista só fosse permitido aos diplomados no Brasil por curso superior de Arquivologia, reconhecido na forma da lei.